• Time - BoardUp

Escrevendo milhões.

Afinal de contas... o que é esse tal de Copywriting? Pra que serve? E como funciona?


Neste post você irá aprender, de forma prática e objetiva, a como desenvolver um copy eficaz que irá levar as suas vendas para outro patamar.


gif


O que é copywriting e qual o objetivo disso tudo?


Copywriting é uma estratégia de persuasão aplicada na produção de textos com o objetivo de fazer com o que o leitor tome uma ação.


A palavra chave que você precisa ter em mente a partir de agora é essa… PERSUASÃO.


Absolutamente tudo vai girar em torno dessa palavra a partir de agora.


Então vamos lá… quero que você pare pra pensar em todas as vezes que você quis que alguém fizesse algo para você ou por você… e tudo o que você fez foi comunicar a essa pessoa o seu desejo com o objetivo de que ela faça aquilo que você quer.


O copy funciona exatamente dessa forma, só que ao invés de você utilizar palavras ditas, você vai utilizar palavras escritas.


E bom… para nós, empreendedores, o que interessa, se tratando de copy, é a venda. Todo o caminhar da sua estratégia de persuasão irá culminar no momento em que o seu cliente irá tomar a decisão de compra.


Por isso, lembre-se… copy sem resultado ($) não é copy… é só mais um texto como qualquer outro.



Como estruturar um copy que realmente dê resultado


A partir de agora vamos caminhar juntos em um passo a passo que irá lhe apresentar não apenas a estrutura de um copy eficaz… como também truques e dicas que você só encontra aqui no blog da BoardUp.


Então bora.


PASSO 1 - existem apenas 2 tipos de copy no mundo todo


Exatamente isso.

Você sempre vai ter que escolher apenas 2 pontos de partida para escrever o seu copy e nada mais.


O primeiro ponto de partida possível é o medo.


O seu copy será conduzido por você de uma maneira em que o leitor, ao terminar de ler, sinta medo caso não realize a ação que você está pedindo para ele tomar.


O objetivo é que ele sinta dependência por aquilo que você tem a oferecer para ele e que sem isso… a vida dele vai ser muito mais difícil.


Se faz sentido para você e para o seu negócio esse ponto de partida pelo medo, é esse o caminho que você deverá seguir do começo ao fim do seu copy… não tire isso de mente para não se perder ao longo da narrativa.


O segundo ponto de partida possível é a ganância.


Assim como o medo, em que você conduz o seu leitor a sentir medo no final do copy se não fizer aquilo que você pretende que ele faça… a ganância atua da mesma forma, porém em sentido oposto.


Nesse caso, o seu objetivo vai ser conduzir o seu leitor a sonhar junto com você. Tudo o que você precisa fazer é mostrar para ele que sim… ele pode.


Atenção a essa palavra… PODER.


O sonho, o objetivo, a meta… tudo… absolutamente tudo gira em torno de poder.


Seja poder ter mais dinheiro, poder ter mais saúde, poder ter mais paz, poder ter mais escolhas… a ganância é o desejo pelo poder.


Portanto, vou te fazer uma pergunta… e quero que você responda para mim na sua cabeça… o seu consumidor QUER PODER O QUE?


Pronto.


Agora você vai conduzir ela a sentir ganância… a querer muito esse poder.


E você vai fazer isso até o momento em que você mostra pra ela que a chave para isso… o ponto de virada… o meio para conseguir chegar lá é por você e por mais ninguém… é aqui e agora.


Neste momento, é o momento para a chamada… ou, em outras palavras, para o CTA (call to action).


Antes de irmos, juntos, para o próximo passo… quero que você preste bem atenção nisso que vou falar agora.


Nunca, em hipótese alguma, misture no mesmo copy os dois sentimentos (medo e ganância).


E por que não?


Simplesmente porque são sentimentos opostos, igualmente fortes, que têm o poder de se anularem.


Em outras palavras… caso você misture os dois em um único texto, você acabará cancelando toda a proposta do seu copy… e tudo será em vão.



PASSO 2 - leve o seu leitor para outro estado de potência


O seu copy precisa ser capaz de causar uma transformação na pessoa forte o suficiente para que ela se sinta incomodada… para que ela pare o que está fazendo e preste atenção no que você tem a dizer.



gif


É importante que você consiga tocar a pessoa de alguma forma que ela saia diferente após ler o seu copy… se nada mudou, então quer dizer que você ainda não acertou na escolha ideal das palavras.


Por isso, aqui vai a primeira dica… caso você tenha a possibilidade de testar o seu copy antes de enviar para várias pessoas, faça isso! Estruture um conjunto de perguntas e verifique se você realmente conseguiu causar essa transformação no seu leitor.



PASSO 3 - tenha em mente o seu avatar


Não existe um padrão quadradinho para você escrever seu copy… mas, com certeza existe uma coisa que todos os bons copywriters fazem.


E essa coisa, é simplesmente genial.


Consiste em simular, na sua cabeça, uma conversa com a pessoa que você fantasia ser o seu consumidor em potencial… o seu avatar.


Pode parecer besteira isso, mas acredite… isso faz toda a diferença.

Escrever um copy é literalmente conversar com essa pessoa… assim como eu estou conversando com você agora… imaginando o meu avatar.


Por isso, preste bem atenção… o processo de construção do seu avatar, ou seja, definir bem quem são os seus consumidores e principalmente o que motiva eles a gastarem dinheiro com você é um processo que exige muito.


Por isso, convido você a baixar o nosso material de empreendedorismo e vendas, caso saiba da importância que é ter foco no seu consumidor desde o primeiro dia de desenvolvimento do seu negócio. Basta clicar na imagem abaixo e fazer o download 100% gratuito.





Outra dica que você vai perceber ser útil quando começar a colocar em prática o que eu disse agora para você é escrever rápido… sem pensar muito… assim como fazemos quando estamos conversando… é natural, é espontâneo e principalmente… é carregado de sentimentos.


Isso vai ajudar muito o seu texto a ganhar ritmo e não cansar o leitor, porque afinal de contas… todo mundo gosta de uma boa conversa, não é mesmo?



PASSO 4 - o que não pode faltar no seu copy


Direto ao ponto agora… aqui vai uma lista de coisas para você ter anotada do lado, antes de escrever o seu copy:


  1. Uma emoção muito forte (sempre derivada do medo ou da ganância, como já falamos).

  2. Curiosidade. Comece o seu copy instigando a curiosidade na pessoa. O ser humano é naturalmente curioso, lembre-se disso.

  3. Mostre para o seu leitor que você tem um benefício, você tem algo positivo para oferecer para ele.

  4. CTA - call to action / chamada para ação. Se você não pedir para o seu leitor fazer alguma coisa, ele não vai fazer nada.



PASSO 5 - utilize boas analogias


Muito se fala sobre o uso de analogias ou até mesmo metáforas… mas, acredite, é tudo besteira.


O grande objetivo de você fazer analogias é criar uma comparação sobre aquilo que você está explicando para o seu leitor com algo próximo da realidade dele e que ele possa imaginar de forma fácil.


E isso se chama didática.


Fazer com que o maior número de pessoas entenda a informação que você está comunicando é um elemento fundamental e muito poderoso no seu copy justamente por dar uso da imaginação do seu leitor.


Por exemplo, eu posso chegar agora e falar para você assim:


“O processo de aprendizagem é sempre mais eficaz quando você aprende os conceitos, as teorias e logo em seguida coloca em prática. Com isso, você não esquece tão fácil”

Parece bom, não parece?


Pois não está nada bom.


Tenho certeza que você vai ler isso e em poucas horas, ou minutos até não vai mais se lembrar.


Agora e se eu falar assim pra você:


“Aprender alguma coisa nova é que nem andar de canoa… sendo que a teoria é seu remo do braço esquerdo e a prática, o seu remo do braço direito. Se você usa só um dos braços você fica dando voltas e voltas… e nunca sai do lugar. Para fazer a sua canoa andar para frente, você precisa usar os dois braços.”

Eu não conheço você, mas eu tenho certeza que você imaginou na sua cabeça uma pessoa dentro de uma canoa, remando primeiro em círculos e depois com as duas mãos, remando para frente.


Só o fato de você ter feito isso, faz com que você se lembre disso por um período de tempo infinitamente maior do que o primeiro discurso.


E principalmente… como foi você que imaginou, isso soa na sua cabeça como uma ideia sua e não simplesmente como se eu estivesse falando pra você algo que eu queira que você acredite.


Acredito que você já tenha entendido, portanto, o poder do uso de comparações como analogias e metáforas no seu copy.


Pronto, agora vamos para o último passo.



PASSO 6 - PRÁTICA!


Se você chegou até aqui, parabéns, você já tem uma base de conhecimento boa o suficiente para começar a escrever seus próprios copys.


Então comece. Mesmo que ninguém vá ler. Escreva.


Além disso… comece a buscar tudo o que chega até você e tente entender o que aquela pessoa está querendo causar em você… comece a identificar os padrões de medo e ganância nos copys.


Isso vai te ajudar e muito.



Obrigado pela leitura, e não se esqueça de baixar os nossos materiais de empreendedorismo e vendas clicando aqui. São mais de 140 páginas de conteúdo para você começar o seu negócio agora mesmo ou levar ele para outro nível.


É claro que só podia ser da BoardUp.


Até a próxima.



CLIQUE AQUI e dê o seu primeiro passo para começar a empreender!

Muito obrigado pela leitura! Se você gostou, compartilhe!


Estar bem informad@ não é impossível!


Empreendedorismo? BoardUp!



#tinhaqueserBRASILEIRO

#empreendedorismo #boardup #copy