• Time - BoardUp

Arquétipos de marca - conheça os 12 tipos existentes - O QUE É? | PRA QUE SERVE? | COMO FUNCIONA?

Atualizado: Mar 12

Quero que você pare agora tudo o que está fazendo... abra seu bloco de notas e coloque lá como um dos objetivos chave do seu negócio: conseguir construir uma marca eficaz para o meu negócio.


Aposto que depois que você ler esse post você vai entender por que estou pedindo isso com tanta clemência para você.


Então vamos lá...


O que é arquétipo de marca?


Um arquétipo de marca nada mais é do que um padrão responsável por moldar uma percepção única da sua marca na cabeça dos seus consumidores.


A forma mais simples de você entender o arquétipo de uma marca é pensar como traços de personalidade de uma pessoa.


É como se estivéssemos agora em uma mesa de bar e você quisesse me apresentar uma pessoa… para isso, você vai buscar me falar sobre ela, vai querer me preparar para o encontro e, com certeza, irá buscar classificar essa pessoa que está por vir dentro de algum padrão com o objetivo de moldar na minha cabeça uma percepção única sobre ela.


Ao construir uma marca, o trabalho a ser feito é muito similar ao que você fez na mesa de bar comigo. Tudo o que uma marca sempre precisa fazer é conseguir com que as pessoas falem sobre ela de uma maneira única, ou seja, existe um padrão associado ao que as pessoas percebem ao ver, ouvir, lembrar e até mesmo sentir em relação a sua marca.


Por isso, é muito importante que você tenha em mente que sua marca não é só um logo…


ela é uma percepção abstrata que moldará um padrão de experiência dos seus consumidores a qualquer momento que entrarem em contato com o produto ou serviço ofertado pelo seu negócio.

E olha só que bacana… o processo de construção seja do brand (marca) ou do branding (estratégias atreladas ao posicionamento e escalabilidade da sua marca) está atrelado unicamente aos seus conhecimentos… e o que eu quero dizer com isso é que não é algo palpável, algo físico que irá demandar dinheiro de você… simplesmente é um conhecimento que você pode e deve alcançar para trabalhar a sua marca de forma eficaz.


Por isso, esse é um ponto que batemos muito na tecla com vocês justamente porque é uma excelente oportunidade de alavancar com um custo realmente muito baixo.


Pra que serve?


Bom, legal… já falei para você o que é um arquétipo, mas você deve estar se perguntando… por que eu devo perder meu tempo com isso? Como isso me ajuda a ganhar dinheiro? Como isso me ajuda a vender mais?


Vamos sanar essas dúvidas para você agora mesmo.


Primeiro, você como empreendedor deve ter em mente que tudo no seu negócio precisa girar em torno de resultados, correto? Logo, tanto o desenvolvimento da sua marca em si quanto do branding não estão fora dessa lógica.


Em outras palavras, sendo bem objetivo, ter uma marca que é capaz de construir essa percepção única na cabeça dos seus consumidores é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores objetivos do seu negócio porque se você conseguir isso… vai na minha, você vai ganhar muito dinheiro.


Então, se eu fosse você eu já anotava aí no seu bloquinho dos objetivos a serem alcançados pelo seu negócio: criar uma marca que transmita uma percepção única na cabeça dos meus consumidores porque isso vai me fazer ganhar muito dinheiro (não, não é só porque ter um logo bonitinho é bacana).


O impacto desse objetivo a ser alcançado é imenso porque a sua marca será lembrada, associada, mencionada e poderá até mesmo virar um estilo de vida.


O melhor exemplo que eu poderia dar para você entender a importância do “pra que” trabalhar


o arquétipo da minha marca de maneira eficaz é importante está na marca Harley-Davidson.



A Harley conseguiu chegar ao topo no que se diz respeito a criação literal de um estilo de vida. E isso só foi possível graças à construção e posicionamento de uma personalidade muito forte atrelada a empresa que é, obviamente, transmitida pela marca.


Esse exemplo é bacana para você entender a importância e construir uma marca que tenha uma personalidade muito forte e bem definida, porque é como se a sua marca fosse uma pessoa literalmente… se ela for aquele tipo de pessoa que fica em cima do muro, que é mais misteriosa, que não mostra quem é e principalmente não tem posicionamentos bem definidos do por que existir, do por que fazer o que faz todos os dias… dificilmente você se lembrará dessa pessoa. Será mais uma que passará na sua vida e não irá (atenção a próxima palavra) marcar.


Se você quer uma marca que marque, imagine ela como aquela pessoa que bata o pé, que se posiciona, que não fica em cima do muro de jeito nenhum… aquela pessoa que sabe exatamente o que é e não se importa muito com a opinião dos outros, ela é suficiente do jeito que é... por isso, lembre-se que para todos os 12 arquétipos que vamos ensinar para você aqui hoje, esse é o ponto em comum entre todos eles... precisam ter personalidades fortes e marcar o mundo.


Tenha certeza que depois que a Harley conseguiu construir e posicionar uma marca que marque, duas coisas sensacionais aconteceram com as suas motos vendidas:


1 - a demanda pelas motos aumentou drasticamente

2 - o preço a ser cobrado pelas motos aumentou e muito… afinal de contas, não é mais uma moto qualquer… é uma Harley 😉


Como funcionam os 12 tipos de arquétipos de marca?


Antes de qualquer coisa é bem importante que você tenha em mente de que de nada adianta você aprender quais são os 12 tipos de arquétipos de marca existentes e como eles funcionam se você não conseguir entender bem quem realmente são seus consumidores… o que move eles e principalmente o que é valor para eles.


E para isso é bem importante que você baixe o material de empreendedorismo e vendas que disponibilizamos para você de maneira 100% gratuita, basta clicar aqui para fazer o download agora mesmo.


CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO AO MATERIAL 100% GRATUITO


Perfeito... agora com base no perfil do seu consumidor, busque entender qual dos 12 arquétipos abaixo a sua marca se encaixa mais… para isso, é bem importante que as funcionalidades (práticas e emocionais) do seu produto ou serviço estejam de acordo com o arquétipo de sua escolha.


  1. O Inocente

  2. O Sábio

  3. O Herói

  4. O Fora da Lei

  5. O Explorador

  6. O Mago

  7. O Normal

  8. O Bobo

  9. O Amante

  10. O Cuidador

  11. O Criador

  12. O Governante


Para isso, vamos passar por cada um deles de forma bem objetiva e direto ao ponto para que você possa entender melhor em qual o seu público melhor se encaixa.



1. O INOCENTE


Sensações transmitidas: pureza, simplicidade, positividade e harmonia com o mundo.

Características da personalidade: autêntico, espontâneo e transparente.

São marcas que irão buscar sempre descomplicar as coisas com soluções simples, porém altamente transformadoras. A Coca-Cola, por exemplo, faz esse trabalho relacionando a inocência de um simples refrigente com a felicidade que isso irá promover em você... nem que seja por alguns instantes do seu dia.




2. O SÁBIO


Sensações transmitidas: auxílio, alívio por compartilhar informações e conhecimento, uma rota ou caminho a ser seguido.

Características da personalidade: preza por estar sempre atualizado, de olho no futuro e busca sempre ser extremamente explicativo com as lições que pode deixar ao mundo.

São marcas que buscam sempre aprimorar os conhecimentos do seus consumidores, agregando valor com boas informações transformadoras que irão mudar a sua vida.





3. O HERÓI


Sensações transmitidas: mudança, sangue no olho, corajoso, sempre em movimento e pronto para qualquer desafio… aquele que consegue acordar cedo pra se exercitar ou sair do trabalho e ir pra academia sendo que poderia só se jogar no sofá.

Características da personalidade: não se abala com as dificuldades, sempre supera elas e segue o jogo, se tem alguém que vai fazer acontecer… esse alguém sou eu.

Empresas que buscam este arquétipo normalmente entregam soluções que exigem uma quebra de barreira dos seus consumidores para o uso. Sem sombra de dúvidas, a marca que melhor expressa isso é a Nike e justamente por saber utilizar tão bem esse arquétipo que aquela frase estampada embaixo da marca com “JUST DO IT” (tradução não literal: SÓ VAI) condiz muito com essa personalidade de fazer acontecer.




4. O FORA DA LEI


Sensações transmitidas: liberdade, revolução, incômodo com os padrões sociais, abertura para novas possibilidades, sensação de novos ares.

Características da personalidade: rebelde, inquieto, pronto para romper barreiras e não se adequa a mesmice do dia a dia.

A Apple é uma excelente marca que comunica de forma muito eficaz esse arquétipo. Basta você acessar o instagram deles que você vai perceber logo de cara que são fotos que nos remetem a todas essas sensações classificadas acima e mesmo se tratando de uma empresa de tecnologia... eles buscam compartilhar sempre SENSAÇÕES. Pode ter certeza, inclusive, que grande parte disso é resultado direto de uma culltura implementada pelo próprio Steve Jobs.




E aqui vai um ponto bacana para você… já reparou que existem marcas que os representantes estão diretamente associados a elas?

Exatamente… olha só o caso da Tesla e Space X… quando você pensa nessas marcas, logo de cara vem o Elon Musk a sua mente. O mesmo vale para a Apple com o Steve Jobs e a Microsoft com o Bill Gates. Isso faz parte também das estratégias de posicionamento da marca justamente por construírem um caráter de algo supremo atrelado a essas personalidades… como uma genialidade ou coisa do tipo. Fato que, se tratando dos exemplos que demos acima faz todo o sentido, correto?


Bom, na verdade… nem sempre.

Preste muita atenção nisso, se você pensa em associar a sua imagem a sua marca lembre sempre que para isso você deverá de fato conseguir agregar valor a sua empresa por meio de uma comunicação eficaz que transmita confiança ao seu público. Caso contrário, jamais faça isso.



5. O EXPLORADOR


Sensações transmitidas: fim ao tédio, descobrimento, nomadismo, liberdade… o desbravador!

Características da personalidade: ambição, conquistador e plenitude.

O melhor exemplo é a marca JEEP. Eles exploram muito esse arquétipo dentro de suas mídias sociais justamente para que ele consiga se conectar com pessoas que se despertam a essas características.




6. O MAGO


Sensações transmitidas: mistério, improviso e fantasia (quase um mundo à parte).

Características da personalidade: inovador, louco de vez em quando, bem fora da caixa e busca transcender a realidade.

Marcas que se encaixam bem nesse tipo de arquétipo normalmente estão atreladas a experiências que causam um aumento no estado de potência do seu consumidor, como é o caso da Disney.




7. O NORMAL (mas, um normal com muita personalidade)


Sensações transmitidas: está inserido no seu dia a dia, pode ser acessível sempre que você quiser ele, está sempre lá para você… basicamente, USA E ABUSA!

Características da personalidade: democrático, prático e acessível.

Esse tipo de arquétipo costuma vir atrelado a marcas que buscam estar no dia a dia dos seus consumidores, que são consumidas com frequência e normalmente a um preço acessível. Um bom exemplo disso é a marca Havaianas. É um calçado que está sempre ali para você usar em inúmeras situações por um preço justo para todo mundo.





8. O BOBO DA CORTE


Sensações transmitidas: vamos se divertir, vai… ta na hora de relaxar e curtir a vida… Êta mundão, acaba não!

Características da personalidade: despreocupado, engraçado, acessível e tranquilo.

Marcas de cerveja populares utilizam muito desse arquétipo justamente porque é bem simples de entender que no momento em que você abre uma cerveja você está buscando relaxamento e descontração… você quer se desligar do mundo nem que seja até aquela latinha acabar, não é mesmo?




9. O AMANTE


Sensações transmitidas: o objetivo sempre é fazer com que você se sinta especial, único… sensação de “nossa parece que isso foi feito pra mim”.

Características da personalidade: atencioso, dedicado, ousado e exclusivo.

Por mais que você possa pensar em algo ligado a amor ou paixão pelo nome do arquétipo, na verdade a palavra chave aqui é: personalização. Empresas de perfume utilizam muito desse arquétipo para transmitir a ideia de que você terá um cheiro exclusivo e seu, com o poder de despertar sensações diversas com pessoas que se aproximarem de você.





10. O CUIDADOR


Sensações transmitidas: alguém que está trabalhando muito para fazer do mundo um lugar melhor.

Características da personalidade: carinhoso, afetivo e humano.

O objetivo de todas as campanhas de marketing de marcas que utilizam desse arquétipo está voltada sempre para um convite ou reflexão sobre a causa… a bandeira que a marca levanta. Por isso, para negócios que trabalham com o público infantil como escolas, clínicas pediátricas e até mesmo para você que é psicólogo autônomo, esse é com certeza o melhor arquétipo.




11. O CRIADOR


Sensações transmitidas: Uma marca capaz de fazer coisas muito legais e ponto final… sempre pronta a mostrar para o mundo que pode quebrar barreiras e no final das contas tudo o que ela quer dizer é “vamos dar um jeito de fazer acontecer do nosso jeito”.

Características da personalidade: criatividade, engenhosidade e inovação.

A Lego é uma empresa que consegue expressar muito bem esse arquétipo principalmente por levar na cabeça das pessoas que nem tudo precisa ser necessariamente útil. Parar para montar um castelo medieval incrível por 3 horas não serve pra nada, mas e daí? Quem disse que é pra servir para alguma coisa… é hora de criar algo legal e só isso já basta.


12. O GOVERNANTE


Sensações transmitidas: STATUS.

Características da personalidade: líder, persuasivo, carismatico e principalmente: poderoso.

Esse é o arquétipo mais utilizado por marcas associadas a um público com elevado poder aquisitivo. O que se busca transmitir é que se você está portando essa marca, você é alguém poderoso, você é alguém com glamour. Não dá pra pensar em exemplo melhor do que os carros da Mercedes-Benz.



CLIQUE AQUI e dê o seu primeiro passo para começar a empreender!

Muito obrigado pela leitura! Se você gostou, compartilhe!


Estar bem informad@ não é impossível!


Empreendedorismo? BoardUp!



#tinhaqueserBRASILEIRO

#empreendedorismo #boardup #brand #branding #marca #arquetipos #marketing #vendas