• Time - BoardUp

13 Formas de Captar dinheiro para o seu negócio!

Resumo: Veja as 13 melhores formas para você captar dinheiro para o seu negócio, independentemente do seu estágio de desenvolvimento, seja para uma ideia, até uma grande empresa.


gif

Assim como saco murcho não para em pé, um negócio sem dinheiro também não... Mesmo quando falamos de pequenos negócios, sabemos que minimamente precisamos de dinheiro para fazer as coisas rodarem.


Porém captar dinheiro não é uma tarefa fácil e muitas vezes optamos por uma das piores opções pela simples falta de conhecimento das possibilidades que temos disponíveis no mercado.


Por isso, separamos as 13 melhores formas de captar dinheiro para o seu negócio e até para dar os primeiros passos na execução da sua ideia.


Mas antes MUITO CUIDADO!


Não é porque vou te ensinar os meios para se captar dinheiro que este deverá ser o seu próximo passo...


Uma boa empreendedora e um bom empreendedor sabe o momento certo de se captar um investimento, pois quando mais cedo, maiores serão as taxas cobradas ou o equity (porcentagem da sua empresa) perdido!


Então se você está dando agora os primeiros passos ou se realmente acha que está na hora de ir atras de capital para o seu negócio, recomendo fortemente que você baixe o Material Gratuito do Método Up Empreendedor para certificar que você está realmente no caminho certo.


Acesse aqui o Material!


E muito além disso, nesse material, você verá formas de reduzir os riscos ao começar o seu negócio, independente de qual seja.


Bom... Agora vamos ao que realmente importa! Os 13 meios de se captar dinheiro:



3Fs (FAMILY, FRIENDS AND FOOLS)


gif

Na tradução direta, estamos falando de Família, Amigos e Tolos... Talvez esse seja o jeito mais comum de captar dinheiro quando estamos começando um negócio, onde a verba necessária para tirar ele do papel tende a ser menor.


Sendo até um pouco obvio e intuitivo esse tipo de captação... E até aí nenhum segredo mágico ou sacada surpreendente, não é mesmo?


Porém tem uma grande razão pela qual coloquei essa forma de captação em primeiro lugar... A razão é simplesmente pelo RISCO que ela traz!


Não estou necessariamente falando do RISCO do negócio, mas sim do risco humano envolvido, pois mesmo que nosso foco aqui seja falar sobre negócios, temos que levar em consideração que nós empreendedores também somos pessoas e temos nossa vida pessoal.


E acredite em mim quando eu digo que esse modelo de captação pode afetar diretamente a relação que você tem com as pessoas mais próximas caso elas tenham acreditado em você e dado algum dinheiro para te ajudar a alcançar o seu sonho...


Pois diversas vezes me deparo com empreendedores que se distanciaram de familiares e amigos, seja pelo negócio não ter dado certo e perdido o dinheiro, ou por ter dado muito certo e sentem que você tem a obrigação de sempre estar pagando-as com lucros cada vez maiores...


Envolver sua vida pessoal e suas relações a dinheiro e negócios, pode ser uma combinação um tanto perigosa quando ambos os lados não estejam de firme acorde de como as coisas vão acontecer dali em diante.


Então eu realmente recomendo sempre que envolver pessoas próximas, você deve criar um documento, assinado pelas partes, que detalha cada situação possível desse acordo, pois como dizem, “O combinado não sai caro”.



CROWDFUNDING


gif

Esse modelo tem se tornado cada vez mais comum no Brasil e no mundo, se tratando de nada mais que um financiamento coletivo, tendo essa popularização pelo fato de existirem diversas plataformas online que fornecem esse serviço, dando mais segurança aos investidores e aos idealizadores dos negócios apresentados.


Digo idealizadores, pois essa forma de captar recursos é muito utilizada por empreendedores que querem tirar suas ideias do papel, ou seja, na maioria das vezes apresentam apenas uma ideia do seu produto ou serviço e oferecem cotas para pessoas comuns que acreditam no seu projeto.


Na grande maioria das vezes essa pode ser uma boa solução para quem tem ideia de um produto e precisa de dinheiro para começar a produzir, mas não possui recursos suficientes... Ofertando uma espécie de “Pré-Venda”, ou seja, cobrando um valor por cota que dá direito a um produto no futuro caso a campanha capte o valor estipulado.



CRÉDITO PRÓPIO


gif

Aqui mais uma forma bem trivial de se conseguir capital e muito comum para empreendedores, principalmente para MEIs, ME e Pequenas Empresas, pois é nada mais que recorrer ao crédito pessoal ao empresarial que possui disponível em uma instituição financeira.


Porém existe duas grandes ressalvas sobre esse modelo!


A primeira é de que, na maioria das vezes, as taxas são extremamente altas e pode acabar inviabilizando o pagamento da sua dívida, tornando mais uma ancora do que um bote salva-vidas.


E a segunda se deve a forma que você utiliza seu crédito pessoal, ou seja, um credito cedido em nome da sua pessoa física para utilizar em despesas da sua pessoa jurídica... Sei que em alguns casos as taxas podem até valer mais a pena dependendo do seu Score de Crédito, mas muito cuidado para não misturar a saúde financeira da sua empresa com a saúde financeira pessoal!



INVESTIMENTO COM SÓCIO


gif

O investimento com sócio pode ser feito de duas formas.


A primeira é quando já existe um sócio e ele vai aportar mais dinheiro na empresa, podendo fazer isso por meio de um contrato de mútuo ou de aquisição. Onde no caso da aquisição ele ganha uma porcentagem a mais da empresa e no caso do mútuo é um simples empréstimo que cobra uma taxa que ele decide, não podendo ultrapassar um teto estipulado legalmente.


A segunda forma é muito comum no mundo das startups, pois é quando você busca investimento externo para o seu negócio e em troca você cede uma parte da sua empresa para o investidor... simples assim.


E aqui vai uma dica!


Atente-se a que tipo de investidor você busca, pois se você está dando os primeiros passos do seu negócio, busque não só quem possa aportar dinheiro, mas também pode te ajudar a conquistar mercado, ou seja, quem tenha um “Start Money” (conhecimento de valor) que seja necessário para conseguir alcançar o atual objetivo do seu negócio.



P2P (Empréstimo Peer-to-Peer)


gif

Esse é um modelo que ainda está dando os seus primeiros passos no Brasil, mas já bem consolidado no exterior, principalmente pela crescente de plataformas digitais que intermediam esse tipo de captação.


Se tratando da união do modelo de Crowdfunding com o modelo de Empréstimo, já que você divide o valor que você quer captar em cotas e oferta elas como uma forma de financiamento, mas aqui, você pagará uma taxa de juros pelo valor recebido, seja ele em uma parcela única em uma data estipulada, ou em parcelas previamente definidas.


A vantagem para as empresas que buscam esse tipo de captação, é que nela, não é necessário você dar algo em garantia como a maioria dos modelos de empréstimo, porém, aos olhos do investidor, isso aumenta seus riscos e assim, os juros cobrados podem ser relativamente mais altos.



ACELERADORAS E INCUBADORAS


gif

Mais comum para negócios com viés tecnológico e com alto grau de inovação, as Aceleradoras e Incubadoras são empresas especializadas em auxiliar novos negócios a se prepararem para o mercado de forma rápida e estratégica, podendo investir capital monetário e/ou intelectual, em contrapartida de uma fatia do seu negócio.


Porém, deve-se atentar a qualificação de cada Aceleradora e Incubadora caso você se interesse, pois é extremamente comum que elas sejam nichadas, ou seja, que atuem em algum mercado específico por já terem Know-how de “como as coisas funcionam”.


E entenda que é comum ter que passar por um processo seletivo, onde diversos fatores do seu negócio serão analisados, desde o grau de maturidade até uma avaliação da sua equipe e sócios.



INVESTIMENTO ANJO


gif

Quando você se encontra em uma fase MUITO inicial do seu negócio, o investimento anjo pode ser uma ótima solução, pois aqui o investidor não só irá avaliar a sua solução, seja ela um produto ou um serviço, mas também o TIME, ou seja, as pessoas envolvidas na construção do negócio.


Até é comum ouvir que o Investidor Anjo investe mais nos empreendedores do que no próprio negócio, pois ele entende que no começo de toda empresa, o mais importante é ter uma equipe forte e que sabe trabalhar, do que uma solução perfeita e pronta para rodar.


Mas em contrapartida, você possivelmente terá que ceder uma grande parte do seu negócio a fim de tornar esse investimento atrativo, pois frente a tantas incertezas o investidor precisará mitigar seus riscos... E uma forma de fazer isso é tendo maior participação no negócio.


Até, com o objetivo de incentivar ainda mais esse modelo, por ser extremamente benéfico economicamente para o Brasil o investimento em novos negócios, foi criada a Lei Complementar 155/2016 que regula melhor esse tipo de investimento e torna ainda atrativo ao investidor aportar capital nesse tipo de negócio.



SEED CAPITAL


gif

Em uma visão cronológica, o Seed Capital ocorreria depois da etapa do Investimento Anjo, pois agora, o modelo de negócio está praticamente todo validado e seu grau de incerteza frente ao mercado é bem menor, mas ainda, não está totalmente consolidada.


Nesse momento o investidor olha muito mais para a solução, a proposta do que a empresa busca alcançar, como ela fará isso e como foi sua trajetória até chagar no estágio atual.


Esse tipo de modelo é muito usado por negócios que estão buscando crescer, seja para investir em infraestrutura ou para a captação de novos clientes.



VENTURE CAPITAL


gif

Como o próprio nome já diz, se trata do capital de risco, ou seja, tendem a serem fundos de investimentos gigantes que optam por tomar muito risco ao fazerem aportes na casa dos milhões em negócios que estão prontos para escalarem.


Pode até parecer uma loucura isso, mas acredite que é mais comum do que você pensa. Isso ocorre, por exemplo, quando lemos que alguma startup que ainda nem ao menos gerou lucro, recebeu um investimento de 100 Milhões de Dólares...


Para que essa seja uma opção para você, seu negócio tem que ser extremamente escalável e muito bem validado, ou seja, com a capacidade de provar que com um aporte exorbitante desse seu negócio vai conquistar uma parcela extremamente relevante do mercado.



EMPRÉSTIMO BANCÁRIO


gif

Talvez esse seja o modelo mais clássico e o primeiro a vir a nossa mente quando precisamos de dinheiro para um negócio... Seja pelo fato de ser relativamente mais simples de conseguir, ou até por acreditarmos que não temos outra opção.


Entenda que o empréstimo bancário não é algo sempre ruim... Tudo depende das condições, taxas e valores estipulados no contrato de empréstimo.


Já me deparei com diversos empreendedores que conseguiram ótimas condições para empréstimos e se deram muito bem... Como também já vi empreendedores que se endividaram até o pescoço, perdendo casa, carro e outros bens...


Então a grande questão aqui é entender e simular todos os cenários possíveis, calculando os riscos a ponto de compreender se esse realmente é o dinheiro “mais barato” e com melhores condições que você vai conseguir capitar nesse momento.


Aproveito até para dar uma MEGA DICA!


Se você está começando agora o seu negócio e está precisando de dinheiro... Pare tudo que está fazendo e revise se você está indo para o caminho certo! Pois esse é o momento que se não tiver muita estratégia, cautela e noção de mercado, as chances de você se endividar são gigantescas!


Então tenha tudo muito bem validado para ter certeza de que o seu negócio está indo para o caminho certo antes de tomar todo o risco ao optar por um empréstimo bancário.


Por isso, recomendo fortemente que você acesse o Material do Método Up Empreendedor Gratuito, que vai te passar os primeiros passos para certificar que seu negócio está atendendo as necessidades e motivações dos seus consumidores.


Clique aqui e acesse o Material!



APORTE GOVERNAMENTAL


gif

Com toda a certeza essa é uma das formas mais desconhecida e a que costuma a apresentar as melhores oportunidades para empreendedores, existindo opções para pequenos negócios e até grandes empresas!


Esse, com toda a certeza, é um dos modelos mais diversos e não segue um padrão específico, pois tudo vai depender do departamento ou entidade responsável por esse processo.


Porém fique atent@ que as oportunidades tendem a ser sazonais ou únicas e costumam a ter pouca concorrência.


Na grande maioria das vezes, essas iniciativas são para auxiliar algum mercado ou setor que possa estar defasado ou alinhados com os objetivos da gestão governamental atual. Isso quer dizer que tudo vai depender da região onde você esta e o marcado/setor que você atende.


A maior dica que posso te dar, é verificar as iniciativas das secretarias responsáveis pelo setor que você atua, indo desde a nível nacional, até municipal, pois essas oportunidades tendem a estar conectadas aos programas de desenvolvimento econômico vigentes.


Veja por exemplo as oportunidades apresentadas pelo BNDES que auxiliam desde empresas de pequeno porte, até grandes empresas de diversos setores da nossa economia.



ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS


gif

A Antecipação de Recebíveis é vista mais como uma estratégia de gestão da empresa, porém pode se tornar uma grande ferramenta de captação rápida de recursos financeiros, principalmente quando se quer garantir capital de giro.


Dessa forma, você poderá receber no presente momento, pagamentos futuros deduzido de uma taxa estipulada pela empresa responsável pela antecipação.


Pode parecer um pouco confuso as vezes, mas veja só como é simples!


Vamos dizer que você tem para receber nos próximos 3 meses um total de 50 mil reais de vendas feitas de forma parcelada, mas para você, seria mais interessante você ter esse dinheiro o mais rápido possível em suas mãos.... Dessa forma, você pode pedir para que uma empresa de antecipação adiante esse dinheiro para você, ou seja, você estará praticamente “vendendo” esses 50 mil reais futuros, por um valor inferior, com a vantagem de receber o dinheiro no presente momento.


Mas cuidado! Assim como os empréstimos, fique atent@ as taxas e custos envolvidos, pois em momentos de Taxas Básicas altas, esse tipo de captação de recursos pode não ser tão interessante.



A MELHOR FORMA DE CAPTAR DINHEIRO!


gif

Aqui não existe segredo... O melhor investimento que você pode ter é o dinheiro do seu cliente!


E o que eu quero dizer com isso?


Estou falando em Vender!


Por muitas vezes é melhor começar pequeno e fazer com que o próprio caixa do seu negócio financie o seu crescimento, do que tentar crescer rápido com o dinheiro de terceiros.


Dessa forma você estará minimizando drasticamente os seus riscos... E lembre que o trabalho de uma boa empreendedora ou um bom empreendedor é nada mais que mitigar riscos!!


E aproveito para te recomendar ler os posts que fiz aqui mostrando exatamente grandes estratégias de captação de clientes, ou seja, formas de vender mais!


Veja só:

Usando plataformas existentes [Acesse aqui]

Criando comunidades [Acesse aqui]

Apresentação/Pitch [Acesse aqui]

Acordos e parcerias [Acesse aqui]

Programa de afiliados para o seu negócio [Acesse aqui]

E-Mail Marketing, tudo que você precisa saber [Acesse aqui]


E um extra! Veja também na prática como usar Copy para persuadir o seu cliente CLICANDO AQUI.


Espero ter ajudado um pouco mais e bons negócios!